Inicio > Nossa Gente > Gente que fez ou faz a história > João Carlos de Oliveira

João Carlos de Oliveira

João do Pulo - Livro Troféu Guaru

Nascimento :28 de maio de 1954
Natural de Pindamohangaba / SP
Falecimento : 29/05/1999 - São Paulo/SP
Início da participação esportiva: 1971
Término da participação esportiva: 1981

O destino foi ao mesmo tempo mágico e extremamente cruel com o paulista João Carlos de Oliveira, que ficou marcado para sempre no Brasil como "João do Pulo", conheceu a glória e o abandono até que foi vítima da imprudência de um motorista, teve uma das pernas amputada e morreu com apenas 45 anos. Por ironia, faleceu quase no dia do seu aniversário. João Carlos de Oliveira começou a entrar para a história do atletismo brasileiro aos 21 anos, no dia 15 de outubro de 1975, ao bater o recorde mundial no salto triplo, estabelecendo a marca de 17,89m, durante os Jogos Pan-Americanos, realizados na Cidade do México. O recorde só viria a ser quebrado 10 anos depois, pelo americano Willie Banks, que saltou 17,97m, no dia 16 de junho de 1985, em Indianápolis.João do Pulo - Instituto Memorial do Salto Triplo No Sul-Americano de Adultos, no Chile, saltou 16,34m a marca serviu para alertar os dirigentes do atletismo nacional de que ali estava uma estrela promissora, como se confirmou no México, em 1975.Também tudo indicava que as Olimpíadas de 1976, em Montreal, serviriam para coroar a carreira de João Carlos com pelo menos uma prata olímpica. Mas teve que se contentar apenas com o bronze, saltando 17,29m. Recordista mundial do salto triplo, ele era o maior destaque da delegação brasileira, pressionado pela necessidade de um bom resultado, João Carlos competiu nervoso. No salto em distância, ficou em quarto lugar, com a marca de 8 metros. E, no salto triplo, não conseguiu ultrapassar o índice de 16,90m, ficando atrás do americano James Butts, prata com 17,18m. O bronze, apesar de ser um ótimo resultado, deixou um gosto amargo na boca de quem achava que poderia render mais. Restavam, ainda, porém, os Jogos Olímpicos de Moscou, em 1980. João Carlos de Oliveira ainda era bem jovem e poderia superar sua marca na então União Soviética. Mas, em território soviético, aquele que já era considerado o João do Pulo viria a sofrer a maior decepção de sua carreira. O brasileiro foi vítima de uma artimanha para favorecer um atleta soviético e acabou roubado em seus resultados. A data da fraude olímpica, que só viria a ser desmascarada 20 anos depois, foi 25 de julho de 1980. João Carlos já havia feito 11 tentativas e os fiscais de linha haviam invalidado oito, alegando que o brasileiro pisara na marca. Ao concluir um dos saltos, João do Pulo caiu numa caixa de areia e tinha a certeza íntima de que pulara mais de 18 metros.
A marca lhe daria não só a medalha de ouro nos Jogos de Moscou, mas também o novo recorde mundial. Porém, mal pôde conter a frustração. De suas três tentativas válidas, a de 17,22m foi suficiente, apenas para garantir a medalha de bronze. A farsa só foi desmontada em junho de 2000, quando o jornal australiano Sydney Morning Herald publicou uma reportagem esclarecendo a questão. Os saltos anulados do brasileiro faziam parte de uma complexa operação para dar o tetracampeonato olímpico ao soviético Viktor Saneyev.

Recordes pessoais :
Salto triplo: 17,89m em 14/10/1975, na Cidade do México, pelos Jogos Pan-Americanos. Recorde dos Jogos Pan-Americanos, Brasileiro, Sul-Americano e Ibero-Americano. Foi recorde mundial até 16/06/1985, quando o americano Willie Banks saltou 18,29m, em Indianápolis, nos Estados Unidos.
Salto em distância: 8,36m, em 21/07/1979, no Meeting de Rieti (Itália). Recorde brasileiro e sul-americano até 1995, quando Douglas de Souza marcou 8,40m.

Principais conquistas:

Salto Triplo :
1975 - Ouro nos Jogos Pan-Americanos da Cidade do México, com 17,89m
1976 - Bronze na Olimpíada de Montreal, com 16,90m
1977 - Ouro na Copa do Mundo de Dusseldorf (Alemanha), com 16.68 m
1979 - Ouro nos Jogos Pan-Americanos de Porto Rico, com 17,27m.
1980 - Bronze na Olimpíada de Moscou, com 17,22m.
1981 - Ouro na Copa do Mundo de Roma, com 17,37m. A marca foi recorde do Estádio Olímpico de Roma até 1987.

Salto em distância:
1975 - Ouro nos Jogos Pan-Americanos do México, com 8,16m.
1979 - Ouro nos Jogos Pan-Americanos de Porto Rico, com 8,18m.

Fonte: Instituto Memorial do Salto Triplo
http://www.nosamamosatletismo.net/memorial/jadel.html

voltar Voltar

 

Pesquisar

Copyright © Guarulhos.org - Todos os direitos reservados / Equipe GO - 1999 - 2009
Não temos vínculo com a Prefeitura Municipal
1 Usuário(s) On-line.