Inicio > Fotos Antigas > Íconografia

Iconografia Guarulhense

Casa Amarela
Localizada na Praça IV Centenário, no Jardim Santa Francisca área central da cidade, atrás da estação ferroviária de Guarulhos. Serviu de residência do chefe da estação (inaugurada em 24/2/1915) do ramal Guapira-Guarulhos do Tramway da Cantareira (Estrada de Ferro Sorocabana).

Foto de S. Barros: 2000
(Arquivo Histórico/Secretaria de Cultura de Guarulhos).
Fonte: Prefeitura Municipal de Guarulhos.
Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição (Catedral)
Localizada na Praça Teresa Cristina, no Centro, teve sua construção, originariamente em taipa de pilão, iniciada possivelmente em 1741 e terminada entre 1761 e 1763. Sofreu várias reformas, incorporando ampliações e outros materiais construtivos.

Foto de 1947.(Arquivo Histórico/Secretaria de Cultura de Guarulhos)
Fonte: Prefeitura Municipal de Guarulhos.
Casimiras Adamastor
As instalações onde existiu a Fábrica de Casimiras Adamastor, na Avenida Monteiro Lobato, 690, constituem um bom exemplar do processo de industrialização de Guarulhos. No eixo da Rodovia Presidente Dutra, uma antiga chácara foi vendida, em 1941, à Cerâmica Brasil, que em 1946 a revende à tecelagem, que se transferiu para São Paulo. Desapropriada em 11/04/2001, a partir de dezembro/2003 abriga um importante espaço educativo-cultural, o Centro Educacional Adamastor.

(Arquivo Histórico/Secretaria de Cultura de Guarulhos).
Fonte: Prefeitura Municipal de Guarulhos.
Praca Getulio Vargas/Câmara Municipal
Antigo campo do Paulista F.C., desapropriado em 1951, a praça Getúlio Vargas foi formada em 1952.
Em 1957 foi iniciada a construção do Paço Municipal, inaugurado em 22/04/1958. Em 1960, recebeu o monumento-símbolo do IV Centenário de Guarulhos, doado pela comunidade japonesa da cidade.

(Arquivo Histórico/Secretaria de Cultura de Guarulhos)
Fonte: Prefeitura Municipal de Guarulhos.
Parque Balneário de Vila Galvão
Organizado no início da década de 1920 pelo antigo dono da Fazendinha do Cabuçú e da Empresa Cerâmica Paulista, Francisco Gonzaga de Vasconcellos, este conjunto é parte do complexo cultural da Praça Cícero Miranda. A esquerda, o lago dos Patos mandado construir em 1906 pelo então proprietário Carlos Reis, e inaugurado em 1908. No grupo de construções da direita, o coreto, ainda existente no pátio do Centro Cultural Prof. João Cavalheiro Salem; em seguida a casa que servia de salão de baile e hoje abriga o museu de Ciências Sylvio Ourique Fragoso; e, por último a antiga casa-sede da fazenda, que hoje abriga o teatro Nelson Rodrigues.

Foto de 1938.
(Arquivo Histórico/Secretaria de Cultura de Guarulhos)
Fonte: Prefeitura Municipal de Guarulhos.
Casa Saraceni
O italiano Guiseppe Saraceni, nascido em Castiglione a Cassauria, na região dos Abruzzos, e chegado ao Brasil em 1895, adquiriu uma chácara à beira do caminho entre a Penha e Guarulhos, em 1919, com a casa semi-construida. No porão desta casa instalou uma das primeiras fábricas de Guarulhos, de perneiras e calçados, transferida de São Paulo. A Chácara Saraceni foi vendida em 1973 à Olivetti e nela hoje está o Internacional Shopping, que logo à entrada, cercada de asfalto, ostenta a casa onde começou a funcionar a fábrica e morou a família.
José Saraceni teve o primeiro automóvel registrado em Guarulhos (chapa n° 1) e chegou a ser prefeito interino da cidade, de 26/02 a 13/03/1936.

(Arquivo Histórico/Secretaria de Cultura de Guarulhos)
Fonte: Prefeitura Municipal de Guarulhos.
Sanatório Padre Bento
Complexo hospitalar localizado na região de Gopouva. Inicialmente, alí funcionou o Sanatório São Paulo, uma casa de saúde particular para doentes mentais. Poi adquirido pelo governo do Estado, em maio de 1931, para o tratamento dos portadores do Mal de Hansen, e, como tal, inaugurado em 05/06/1931. Com a aquisição de terrenos contíguos, foram construidos novos pavilhões, uma pequena vila, campo de futebol, igreja e, em 1936, o teatro. A denominação é homenagem ao padre Bento Dias Pacheco, nascido em Itú e que dedicou grande parte da sua vida à assistência aos hansenianos.

(Arquivo Histórico/Secretaria de Cultura de Guarulhos)
Fonte: Prefeitura Municipal de Guarulhos.
Igrejas de N. Sra. de Bonsucesso (à esquerda) e de São Bento ( ao fundo, no final da rua)
Parte do conjunto religioso de Bonsucesso, a capela de São Benedito foi construida na segunda metade do século XIX, destinada aos escravos e libertos de origem africana.

(Arquivo Histórico/Secretaria de Cultura de Guarulhos)
Fonte: Prefeitura Municipal de Guarulhos.
Igreja de N.Sra. de Bonsucesso
Localizada no bairro de Bonsucesso, é uma das mais antigas igrejas de Guarulhos, construida em taipa de pilão no século XIX em substituição à antiga capela. É referência para a mais antiga manifestação religiosa popular ainda existente na região, a Festa da Carpição, que ocorre anualmente na primeira segunda-feira de agosto. No final do mesmo mês, é realizada desde 1741 a Festa de N.Sra. de Bonsucesso.

(Arquivo Histórico/Secretaria de Cultura de Guarulhos)
Fonte: Prefeitura Municipal de Guarulhos.
Estação Ferroviária de Cumbica
Única estação da Estrada de Ferro Sorocabana, no ramal Guapira (Jaçanã)-Guarulhos, construida em alvenaria. Atendia exclusivamente ao transporte de materiais e ao pessoal em serviço na Base Aérea de São Paulo, construida em 1945. Permanece com sua estrutura original íntegra, no interior da BASP.

(Arquivo Histórico/Secretaria de Cultura de Guarulhos)
Fonte: Prefeitura Municipal de Guarulhos.
Capela de São João Batista dos Morros (Cocaia)
Localizada no final da Avenida Faria Lima, no bairro de Cocaia, teve sua construção concluída no final da década de 1940. Depois de anos de abandono, foi restaurada a partir de março/2000 e a obra foi entregue em 24 de junho do mesmo ano. Esta foto é da década de 1950, vendo-se à esquerda um coreto, demolido no início de 1960.

(Arquivo Histórico/Secretaria de Cultura de Guarulhos)
Fonte: Prefeitura Municipal de Guarulhos.
Capela de Nosso Senhor do Bom Jesus (da Capelinha)
Fundada em 1942, está hoje incrustada no terreno de uma pedreira no km 36 da Estrada de Nazaré Paulista, no bairro da Capelinha.

(Arquivo Histórico/Secretaria de Cultura de Guarulhos)
Fonte: Prefeitura Municipal de Guarulhos.
Capela do Senhor Bom Jesus da Cabeça
Localizada no Cabuçu, foi construida em 1850, como capela particular, pelo negro Raymundo Fortes, o mestre Raimundo, nas terras de Joaquina Fortes Rendon de Toledo, onde foi escravo e pajem. A primitiva cabeça do Bom Jesus de Pirapora está cercada por lendas sobre sua origem e a forma como chegou até o Cabuçu. Foi venerada em oratório particular da fazenda por Dª Joaquina até a sua morte, quando passou ao M estre Raymundo e deste para o neto, também Raymundo Fortes.

(Arquivo Histórico/Secretaria de Cultura de Guarulhos)
Fonte: Prefeitura Municipal de Guarulhos.
Casa de Dona Candinha (Maria Cândida Barbosa)
Uma das construções mais antigas do município de Guarulhos, a casa-sede da Fazenda Bananal, no atual bairro do Bananal (região de Lavras), é a única remanescente do período escravagista que possui senzala na região metropolitana de São Paulo.

Foto de Massami Kishi: 1959
(Arquivo Histórico/Secretaria de Cultura de Guarulhos)
Fonte: Prefeitura Municipal de Guarulhos.
Cemitério São João Batista
Localizado na zona central de Guarulhos, entre as Ruas Oswaldo Cruz e Felício Marcondes, foi formado no final do século XIX. Em 1924 foi ampliado com terreno doado por Francisco Antunes que, em retribuição, teve uma área reservada para seu jazigo perpétuo. Novo acréscimo ocorreu em 1928, com a aquisição de terreno de frente para a Rua João Gonçalves. Posteriormente, a área total foi reduzida, com a construção de um posto de saúde e a Biblioteca Municipal Monteiro Lobato, na Rua João Gonçalves. A denominação atual (São João Batista) foi estabelecida pela Lei n° 370, de 28/2/1956. Foi tombado como patrimônio histórico municipal pela Lei n° 3642, de 7/8/1990.

(Arquivo Histórico/Secretaria de Cultura de Guarulhos)
Fonte: Prefeitura Municipal de Guarulhos.
Casa do ex-prefeito José Maurício
Construida em 1937 para ser residência, sobre terreno requisitado à municipalidade em 1913, por José Maurício de Oliveira Sobrinho. Localiza-se na esquina das Ruas 7 de Setembro e Felício Marcondes, em lado oposto ao antigo Paço Municipal. De 1973 ao início de 2001 esteve alugada à Prefeitura, recebendo inicialmente o Fórum e, depois, Secretaria de Obras Particulares, Junta de Alistamento Militar e, por último, o Museu Histórico Municipal.
José Maurício de Oliveira Sobrinho foi prefeito de Guarulhos de 1919 a 1930 e de 1940 a 1945.

Foto de Massami Kishi: 1959.
(Arquivo Histórico/Secretaria de Cultura de Guarulhos)
Fonte: Prefeitura Municipal de Guarulhos.
Estação Ferroviária de Guarulhos
Localizada na Praça IV Centenário, no Jardim Santa Francisca - Zona Central, é a única remanescente das cinco estações do ramal Guapira (Jaçanã)-Guarulhos da Tramway da Cantareira (depois incorporada à Estrada de Ferro Sorocabana): Vila Galvão, Torres de Tibagy, Gopoúva, Vila Augusta e Guarulhos. Esta estação inaugurada junto com o ramal de 24/2/1915, foi terminal até 1946, quando houve o prolongamento da linha até a Base Aérea de São Paulo, em Cumbica, onde foi construida outra estação em alvenaria. A linha foi desativada em 1965.

Foto de Massami Kishi.
(Arquivo Histórico/Secretaria de Cultura de Guarulhos)
Fonte: Prefeitura Municipal de Guarulhos.
Antigo Paço Municipal de Guarulhos
Localizado na esquina das ruas Felício Marcondes e 7 de Setembro, no centro, teve sua construção iniciada em 1921. Também abrigou Delegacia de Polícia, Câmara Municipal (no andar superior), Departamento de Educação e Cultura, Conservatório Municipal, Departamento de Obras e parte do Forum. Sofreu várias reformas e ampliações onde funcionaram a Biblioteca Pública e a seção municipal do IBGE, entre outras repartições. Atualmente é sede da Secretaria Municipal de Administração.

Foto de 1953.
(Arquivo Histórico/Secretaria de Cultura de Guarulhos)
Fonte: Prefeitura Municipal de Guarulhos.
Escola Estadual Capistrano de Abreu
Localizada na rua Capitão Gabriel, 385, esquina com rua Gabriel Machado, no centro. Foi inaugurada em 01/07/1926, como 1° Grupo Escolar de Guarulhos, reunindo as quatro escolas isoladas existentes na época na região central. Passou a chamar-se Grupo Escolar Capistrano de Abreu em 15/01/1947 (Decreto n° 16720) em homenagem ao historiador cearense, renovador dos estudos históricos do Brasil.

Foto de 1940.
(Arquivo Histórico/Secretaria de Cultura de Guarulhos)
Fonte: Prefeitura Municipal de Guarulhos.
Escola Estadual Conselheiro Crispiniano
O primeiro Ginásio Estadual de Guarulhos, hoje denominado E.E. Cons. Crispiniano, começou a funcionar em 1°/8/1951. Em 1960, o conceituado e premiado arquiteto João Batista Vilanova Artigas (1915-1985), juntamente com o calculista Carlos Cascaldi, desenvolve o projeto das instalações atuais (na Rua Arminda de lima esquina com Marret, no Centro), cuja construção se concluiu no ano seguinte. Esta foi a primeira obra em que Artigas utilizou a iluminação zenital. Nela também há um painel mural pintado pelo concretista Mário Gruber. A denominaçã atual é homenagem ao guarulhense João Crispiniano Soares, conselheiro do Império e presidente das províncias de Mato Grosso, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo.

Foto de S. Barros: 2000.
(Arquivo Histórico/Secretaria de Cultura de Guarulhos)
Fonte: Prefeitura Municipal de Guarulhos.

voltar Voltar

 

Pesquisar

Copyright © Guarulhos.org - Todos os direitos reservados / Equipe GO - 1999 - 2009
Não temos vínculo com a Prefeitura Municipal
1 Usuário(s) On-line.