Inicio > Nossa História > Brasão

Brasão Municipal

O primeiro brasão de Guarulhos foi criado em 1° de setembro de 1932 através do Ato 87 pelo então prefeito (nomeado) major Ariovaldo Panadés. Ele, aconselhado pelo diretor do Museu Paulista, criou com a autoria de Afonso D'Escagnole Taunay e desenhado pelo pintor José Wasth Rodrigues, o "Brasão Heráldico do Município". O documento foi firmado também, pelos senhores Carlos Panadés, procurador-tesoureiro e irmão de Ariovaldo, e pelo secretário Paulo de Morais.

Na integra, extrai-se os seguintes textos originais: "A quem se deve a execução da capela em torno da qual se agrupa a população de Guarulhos".

Por sobre a cruz, a lua nascente de prata, atributo de Nossa Senhora da Conceição dos Guarulhos. Por sobre a parte principal, o triagrama J. N. S., em letras de ouro em campo azul, recorda o papel preponderante da catequese, jesuística em Guarulhos, por onde passaram os grandes inacianos como Anchieta, Nóbrega, Leonardo Nunes, Sardinha, entre outros. No listel em fundo azul e letras de prata a divisa da cidade. "O meu sangue é genuinamente Paulistano", ou seja, "Vere Paulistarum sanguis meus".

No listel encruzam hastes de cana e trigo, relembrando as culturas célebres do Município. Como suportes duas anhumas de asas abertas, simbolizando atributos eminentemente paulistas. "A anhuma recorda o anhemby (Rio das Anhumas), o nome primitivo do rio Tietê, grande rio paulista que também banha as terras de Guarulhos. Artigo 2° do referido Ato, o prefeito que o firma dá ao padre João Álvares a honra da execução da capela em torno da qual se agrupa a população de Guarulhos. Artigo 3°, revogam-se as disposições em contrário.
Publique-se. Cumpra-se. Guarulhos, 01 de setembro de 1932.
A 07 de setembro de 1971, 39 anos depois, o Ato 87 foi regulamentado pela Lei n° 1679.

Durante o mandato do Sr. Paschoal Thomeu (1988-1992), estudou-se cuidadosamente a heráldica do brasão municipal pelo então diretor Municipal de Cultura Sylvio Ourique Fragoso em conjunto com outros estudiosos, e achou-se por bem que fosse modificado. Isso foi feito em 24 de abril de 1991 através da Lei 3761.

O texto abaixo foi extraído do folheto"BREVE NOTÍCIA SOBRE A CIDADE DE GUARULHOS" idealizado e escrito pelo então Diretor Municipal de Cultura:Sylvio Ourique Fragoso, publicado e distribuído gratuitamente pelo SEC-Departamento de Cultura em 8 de dezembro de 1992, 432º ano da fundação. Neste folheto temos ainda muitas informações sobre a cidade de Guarulhos. Da parte referente ao brasão, transcrevemos o texto na íntegra:

"O Brasão Municipal de Guarulhos existe desde 1932, mas como apresentasse incorreções foi modificado, por proposta do Departamento de Cultura, e hoje assim se descreve, aprovado que está pela Lei 3761, de 24 de abril de 1991. "Escudo clássico português, com a coroa mural de cinco torres, de prata e poternas de goles. Campo de blau com uma cruz latina em abismo, encimada por um crescente posto em chefe, tudo de prata. Postas em triângulo três cabeças humanas de carnação, ficando no flanco destro uma de índio guaru, posta de frente; no flanco sinistro uma de bandeirante, barbado de prata, com roupa e chapéu de sua cor. Em contrachefe um colonizador português, barbado de sable, com capacete de sua cor. Como suportes duas anhumas a meio vôo. No listel, do campo, a inscrição latina de prata VERE PAVLISTARVM SANGVIS MEVS. Encruzando o listel feixes de cana-de-açúcar e de trigo, em sua cor".(sic)

Melhor explicando: em Heráldica há vários tipos de escudos.
O escudo clássico português é o mais usado na Heráldica brasileira, por herança cultural. Sua cor azul, já adotada no Brasão de 1932, significa justiça, lealdade, nobreza de nascimento e também fortaleza. A coroa mural de prata com cinco torres é representativa os municípios, na Heráldica de Domínio.
A cabeça do índio guaru (cuja configuração antropomórfica buscou-se aprimorar, já que os índios do Brasão anterior mais pareciam astecas que índios tupis) é a única posta de frente em obediência a normas heráldicas que assim o recomendam.
O português representa o colonizador e o bandeirante, o intrépido desbravador de fronteiras que, a exemplo de Afonso Sardinha e de Geraldo Correia Sardinha, aqui descobriram ouro, o primeiro em 1589 e o segundo em 1612, no Rio Baquirivu.
A cruz latina centralizada é símbolo da cristianização, da catequese jesuítica que se empreendeu sob a evocação de Nossa Senhora da Conceição, a qual aparece representada pelo crescente.
As anhumas, postas como suportes, são aves outrora encontradiças nesta região, tão comuns que levaram os silvícolas a dar ao Tietê o nome de Anhembi (ou, melhor dizendo, de anhumby : rio das anhumas).
O dístico do listel evoca o justo orgulho dos povoadores de Guarulhos, que sempre se ufanaram da condição de paulistas, berço dos mais famosos bandeirantes, desbravadores intrépidos dos sertões aos quais deve o Brasil de hoje a sua grandeza territorial.
Finalmente os feixes de cana-de-açúcar e de trigo recordam as primeiras culturas que aqui tivemos, origem humilde da pujança atual, perdida embora nossa condição de município agrícola.
A feitura do Brasão de Armas deve obedecer à proporção de sete módulos de largura por oito de altura.

"É obrigatório o uso do Brasão: no edifício-sede dos Poderes Legislativo e Executivo; nos papéis de expediente das repartições municipais e nas publicações oficiais".(sic)

Sylvio Ourique Fragoso

Especiais agradecimentos à senhora Lúcia Maria de Campos Fragoso, filha do saudoso sr. Sylvio Ourique Fragoso, que tão gentilmente cedeu material dos seus arquivos para que pudessemos publicar a verdadeira história do brasão oficial da nossa querida Guarulhos.

. . . e hoje, contemplamos o Pavilhão Municipal, hasteado em todas as repartições públicas. É uma belíssima bandeira, e seu porte altivo se ergue, com os pavilhões do Brasil e do Estado de São Paulo.

Abaixo vê-se o primeiro, o segundo e o atual brasão.

Brasão 1932
1932
Brasão 1971
1971
Brasão 1991
1991
Escultura do brasão - Casa Amarela
Foto da escultura do Brasão,
Localizado na Casa Amarela na praça IV Centenário.

Fonte da foto: Guarulhos.org

voltar Voltar

 

Pesquisar

Copyright © Guarulhos.org - Todos os direitos reservados / Equipe GO - 1999 - 2009
Não temos vínculo com a Prefeitura Municipal
1 Usuário(s) On-line.