Inicio > Nossa Gente > Cultura > História da Bibliotéca Municipal

História da Bibliotéca Municipal Monteiro Lobato

Era o ano de 1937 e Getúlio Vargas deveria encerrar seu mandato no ano seguinte, mas decidido a continuar no poder, suspendeu o processo democrático e em 10 de novembro de 1937 determinou o fechamento do Congresso Nacional, decretou uma nova Constituição e deu início ao Estado Novo.

Biblioteca Municipal Monteiro Lobato Biblioteca Municipal Monteiro Lobato Biblioteca Municipal Monteiro Lobato Biblioteca Municipal Monteiro Lobato Biblioteca Municipal Monteiro Lobato

Neste contexto vivia Guarulhos. Na época uma pacata cidade, sem muitos atrativos culturais, o que motivou três funcionários públicos, os senhores: João Ranali, Mário Boari Tamassia e Paulo de Morais a elaborarem um projeto para o prefeito Sr. José Moreira de Mattos para a criação de uma Biblioteca no município.

A reivindicação dos três amigos vinha de encontro, também, ao estabelecido pela política do estado Novo e em 20 de junho de 1939 foi criada a Biblioteca Pública Municipal, através do Ato nº 233.

O acervo foi montado com livros doados pela própria comunidade e o mobiliário foi cedido pelo Sr. Antonio Machado da Empresa de Ônibus Guarulhos.

A Biblioteca foi instalada em 26 de outubro de 1940, no salão nobre da prefeitura situado na Rua Felício Marcondes esquina com a Rua Sete de Setembro.

Em 10 de novembro de 1940 foi então inaugurada oficialmente a Biblioteca Pública Municipal, prestando-se nessa ocasião, uma homenagem ao aniversario do Estado Novo.

Dentre os vários jornais que registraram o evento, o Jornal da Manhã escreveu em seu texto: ...”fazer da Biblioteca um verdadeiro centro de educação do povo. Para esse fim, muito trabalharam os senhores Dr. João Ranali, Mário Boari Tamassia e Paulo de Morais...”

Em 1955 é criado o Setor Circulante para empréstimos de livros.

Devido ao crescimento da cidade e conseqüentemente do numero de usuários, em 1960 é elaborado um projeto arquitetônico para construção de um novo prédio para a Biblioteca e o local escolhido foi à parte baixa do cemitério São João Batista situado na Rua João Gonçalves.

A senhora Maria Helena Leite de Morais, filha do Sr. Paulo de Morais, conta que os cidadãos não aprovaram imediatamente a idéia e que o poder público, ofereceu às famílias dos falecidos dois jazigos no cemitério São Judas Tadeu, no Picanço, para que aceitassem a remoção dos corpos e assim foi feito.

Inauguração - Monteiro Lobato (1968)Inauguração - Monteiro Lobato (1968)
Inauguração da Biliboteca Municipal Monteiro Lobato

Em 13 de junho de 1968 é inaugurado o novo prédio da Biblioteca Municipal. Por sugestão do Sr. Ronaldo Saraceni, então diretor do Departamento de educação e Cultura, a seção infantil receberia o nome de Monteiro Lobato.

A Sra. Palmira Maria Moreno F. Simioli, criança na época e usuária assídua conta que na ocasião da inauguração houve um coquetel com a presença de autoridades e também da filha de Monteiro Lobato, Sra. Martha Monteiro Lobato. Nesse dia, a Sra. Palmira foi premiada com o livro “Contos de Fadas”, traduzido pelo escritor e autografado pela sua filha.

Mas, outro fato marcou a inauguração do novo prédio: a manifestação de estudantes universitários. A Sra. Suely Macca, uma das estudantes da época, conta que o prédio da Rua João Gonçalves, construído especialmente para abrigar a Biblioteca Municipal, seria ocupado também, por outros setores da prefeitura, o que ocasionou desagrado entre os estudantes, que percebiam a necessidade de um equipamento cultural na cidade. Por este motivo, os estudantes reuniram-se e reivindicação o que era deles por direito: a Biblioteca.

Bibliotéca Monteiro Lobato (1969)
Bibliotéca em 1969

Dez anos depois, em 06 de julho de 1978, através do Decreto nº 6344, a Biblioteca Pública Municipal recebe, com muita honra, o nome de Biblioteca Municipal Monteiro Lobato.

Em 1982, a Sra. Áurea Andrade Mansur, funcionária pública atuante e responsável pela administração da Biblioteca, solicita que seja contratado um bibliotecário para integrar o quadro funcional, sendo atendida, através do Decreto nº 9268, em 13 de agosto de 1982, que criou a função e admitiu a primeira Bibliotecária: a Sra. Sidney Macca.

Da década de 90 até os dias atuais, a Biblioteca Monteiro Lobato passou por várias mudanças:
- Em 1994, deu inicio ao Sistema Municipal de Bibliotecas, com a criação da primeira Biblioteca Ramal em Vila Galvão “Paulo do Carmo Dias”.

- Em 1996 foi ampliada e teve seu acervo aberto para consulta.

- Passou por duas reformas em 2000 e 2002.

- Em 2002 foi informatizada e teve seu acervo unificado.

Durante seus 65 anos de existência, propiciou pesquisa, informação e divertimento, através de seu acervo e dos diversos programas culturais que abrigou.

Hoje, a Biblioteca Municipal Monteiro Lobato é a matriz do Sistema Municipal de Bibliotecas Públicas, que conta com 06 Bibliotecas Ramais, um Espaço Troca Livros e 05 Bibliotecas em parcerias com outras Secretarias.

Autoria: Servidores Públicos da Biblioteca Monteiro Lobato

Fonte: http://bibliotecaguarulhos.blogspot.com

Fotos:
Inauguração e atuais da Bibliotéca: Guarulhos.org
Bibliotéca em 1969: http://bibliotecaguarulhos.blogspot.com

voltar Voltar

 

Pesquisar

Copyright © Guarulhos.org - Todos os direitos reservados / Equipe GO - 1999 - 2009
Não temos vínculo com a Prefeitura Municipal
1 Usuário(s) On-line.